Notícias http://www.infraestrutura.mg.gov.br Sat, 13 Jul 2024 06:55:41 -0300 Joomla! - Open Source Content Management - Version 2.5.14 pt-br Contatos da Seinfra durante período de teletrabalho http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/2628-acesse-aqui-os-principais-contatos-da-seinfra-durante-periodo-de-teletrabalho http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/2628-acesse-aqui-os-principais-contatos-da-seinfra-durante-periodo-de-teletrabalho

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), em atenção às recomendações do Ministério da Saúde e Secretaria do Trabalho em relação ao Coronavírus (Covid-19) e, em obediência ao Decreto Estadual nº 47.886, de 15 de março de 2020, está trabalhando em Regime Especial de Teletrabalho. Listamos, abaixo, alguns dos serviços prestados pela Seinfra e respectivos contatos durante este período:

Solicitações de imprensa:
imprensa@infraestrutura.mg.gov.br

Doação de vigas metálicas, bueiros e mata-burros: 
marcos.marcio@infraestrutura.mg.gov.br

Dúvidas sobre Planilha Preço Seinfra: 
rogerio.valle@deer.mg.gov.br

Prestação de contas convênios de saída: 
dpc@infraestrutura.mg.gov.br 

Celebração de convênios de saída: 
rafael.morais@infraestrutura.mg.gov.br 

Dúvidas e solicitações referentes ao Táxi Especial Metropolitano: 
stm.contratos@infraestrutura.mg.gov.br 

Assuntos relacionados à ferrovias e ao Plano Estratégico Ferroviário: 
ferrovias@infraestrutura.mg.gov.br

Solicitações e dúvidas referentes às obras públicas: 
debora.carmo@infraestrutura.mg.gov.br 

Dúvidas e solicitações referente a Parcerias e Concessões: 
parcerias@infraestrutura.mg.gov.br 

Assuntos relacionados à logística de transportes: 
concessoes@infraestrutura.mg.gov.br

Relações intragovernamentais: 
viviane.santos@infraestrutura.mg.gov.br 

Solicitações referentes ao Transporte Coletivo Intermunicipal e Metropolitano
site: www.deer.mg.gov.br/fale-conosco, e-mail: atendimento@der.mg.gov.br ou aplicativo MGApp / SEI-MG para empresas

]]>
Notícias Wed, 23 Dec 2020 05:04:54 -0200
Governo de Minas vistoria retomada das obras no Hospital Regional de Sete Lagoas http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3502-governo-de-minas-vistoria-retomada-das-obras-no-hospital-regional-de-sete-lagoas http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3502-governo-de-minas-vistoria-retomada-das-obras-no-hospital-regional-de-sete-lagoas

O governador Romeu Zema e o vice-governador Professor Mateus vistoriaram, nesta sexta-feira (12/7), as obras do Hospital Regional de Sete Lagoas (HRSL), na região Central do estado. A construção da unidade, retomada nesta gestão, está na fase final da etapa de projetos e iniciando a mobilização para a obra civil, com previsão de conclusão em 2026.

O governador e o vice-governador estavam acompanhados do secretário de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias, Pedro Bruno, e do secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti, além de outras autoridades.

Assim que estiver pronto e entrar em operação, o Hospital Regional de Sete Lagoas será capaz de suprir a demanda de cerca de 650 mil pessoas nos 35 municípios que compõem as microrregiões de Saúde de Curvelo e de Sete Lagoas.

“É uma satisfação realizar esta vistoria em uma das maiores obras em andamento em todo o estado atualmente", disse o governador.

“Isso significa um atendimento mais ágil, mais conforto e menos deslocamentos, além de um benefício muito grande para o sistema de saúde de Minas Gerais”, explicou o governador.

Nos primeiros meses de retomada das obras, a prioridade inicial tem sido a recuperação do telhado, essencial para evitar novas infiltrações e proteger as edificações existentes e em construção.

No momento da retomada, em novembro de 2023, foi constatado que as instalações elétricas, hidráulicas e de gases medicinais realizadas até então não seguiam as novas normas vigentes, necessitando de readequação conforme os novos parâmetros.

Além disso, estão em andamento a instalação de esquadrias, drenagem, alvenaria, pavimentação externa, bem como a demolição e reconstrução de drywall e pisos danificados. Esses trabalhos são fundamentais para garantir a segurança e a funcionalidade do hospital, permitindo que a infraestrutura esteja em conformidade com os padrões atuais e pronta para atender às necessidades da comunidade.

Para o vice-governador, Professor Mateus, a obra está em bom andamento e deve ser concluída antecipadamente.

"Isso será uma realidade no início do ano de 2026”, pontuou o vice-governador.

O governador Romeu Zema acrescentou, ainda, que a entrega dos hospitais regionais é um compromisso assumido para que, de fato, os serviços essenciais e atendimentos em saúde estejam perto e ao alcance das pessoas.

“Atender as pessoas na região onde elas moram faz com que a saúde em Belo Horizonte e outras cidades maiores não fique sobrecarregada. E estamos avançando não só com os hospitais regionais, mas também com a construção de Unidades Básicas de Saúde, ampliando a cobertura do Samu. Com certeza, o mineiro já sente essa melhoria. Temos muito o que fazer ainda, mas estamos no caminho certo”, finalizou o governador.

As cidades que serão impactadas pelo Hospital Regional de Sete Lagoas são Augusto de Lima, Buenópolis, Corinto, Curvelo, Felixlândia, Inimutaba, Monjolos, Morro da Garça, Presidente Juscelino, Santo Hipólito e Três Marias (da micro Curvelo); além de Abaeté, Araçaí, Baldim, Biquinhas, Cachoeira da Prata, Caetanópolis, Capim Branco, Cedro do Abaeté, Cordisburgo, Fortuna de Minas, Funilândia, Inhaúma, Jequitibá, Maravilhas, Morada Nova de Minas, Paineiras, Papagaios, Paraopeba, Pequi, Pompéu, Prudente de Morais, Quartel Geral, Santana de Pirapama e Sete Lagoas (da micro Sete Lagoas).

Estrutura e serviços

A unidade contará com 176 leitos para internação, além de dez leitos para UTI pediátrica, pronto atendimento com 20 leitos para observação e sete consultórios. Destaque, também, para um bloco cirúrgico com nove salas para cirurgia e um ambulatório com oito consultórios.

Entre as especialidades e serviços a serem implementados estão cardiologia clínica e cirúrgica de média e alta complexidade, neurologia e neurocirurgia de média e alta complexidadem, pediatria clínica e cirúrgica de média e alta complexidade, além de ortopedia clínica e cirúrgica também de média e alta complexidade.

O HRSL vai contar, ainda, com Centro de Tratamento de Queimados de porte II, cirurgias bucomaxilofacial de média complexidade, além de atendimento a pacientes com necessidades especiais em nível ambulatorial e hospitalar e vítimas de violência sexual.

Haverá também atendimentos nas seguintes especialidades: clínica geral, ginecologia, oftalmologia, otorrinolaringologia, urologia e cirurgia geral.

Com isso, os serviços de saúde poderão ser utilizados sem que sejam necessários grandes deslocamentos e viagens, para outros centros, para realização de um exame ou procedimento complexo e especializado.

Investimentos

A obra estava parada desde 2015. Para o reinício das intervenções, foram direcionados R$ 89 milhões em recursos por meio do Acordo Judicial de Brumadinho, assinado pelos compromitentes - Governo de Minas, Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), Ministério Público Federal (MPF) e a Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG) com a Vale. O acordo prevê quase R$ 1 bilhão para as obras do Hospital Regional de Sete Lagoas.

O rompimento das barragens tirou a vida de 272 pessoas e gerou uma série de danos sociais, econômicos e ambientais.

]]>
Notícias Fri, 12 Jul 2024 11:11:15 -0300
Governador vistoria obras de pavimentação da MG-060 em Esmeraldas http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3501-governador-vistoria-obras-de-pavimentacao-da-mg-060-em-esmeraldas http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3501-governador-vistoria-obras-de-pavimentacao-da-mg-060-em-esmeraldas

O governador Romeu Zema vistoriou, na manhã desta sexta-feira (12/7), as obras de melhorias e pavimentação do trecho de 31,7 quilômetros da MG-060, que liga Esmeraldas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), a São José da Varginha, na região Central de Minas.

A obra de asfaltamento da rodovia está com 67% dos serviços executados e tem previsão de ser concluída em setembro de 2024, colocando fim a uma espera de mais de 30 anos dos moradores da região.

O governador conferiu a qualidade do serviço que está sendo realizado e destacou a importância da pavimentação para o conforto e segurança de quem trafega pela estrada.

“Está ficando excelente. O que antes era buraco, lama, poeira, agora é asfalto, e isso melhora a vida de muita gente", comentou.

Na intervenção, estão sendo investidos R$ 92,4 milhões, recursos provenientes do Acordo de Reparação ao rompimento das barragens da Vale S.A. em Brumadinho.

De acordo com a Secretaria de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias (Seinfra), durante a realização da obra foram gerados 1.376 empregos diretos e indiretos.

Além de Esmeraldas e São José da Varginha, o asfaltamento da rodovia vai beneficiar diretamente, também, a população dos municípios de Pará de Minas, Maravilhas, Ribeirão das Neves e Pequi.

Papagaios a Pompéu

Outro trecho da MG-060 que passa por melhorias e recebe um novo asfalto é o que liga os municípios de Papagaios e Pompéu, na região Central do estado.

Estão sendo investidos mais de R$ 134 milhões na pavimentação e recuperação de cerca de 45 quilômetros.

A obra está em andamento, com 49% dos serviços já executados e previsão de ser concluída em novembro deste ano.




]]>
Notícias Fri, 12 Jul 2024 11:10:20 -0300
Obras de segurança viária na MG-010, rodovia que leva ao Aeroporto de Confins, entram em nova etapa http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3500-obras-de-seguranca-viaria-na-mg-010-rodovia-que-leva-ao-aeroporto-de-confins-entram-em-nova-etapa http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3500-obras-de-seguranca-viaria-na-mg-010-rodovia-que-leva-ao-aeroporto-de-confins-entram-em-nova-etapa

As melhorias de segurança viária na MG-010 começam uma nova fase nesta semana com a instalação de delimitadores cilíndricos, dispositivo que tem a função de melhorar a percepção do espaço destinado à circulação nas saídas das bifurcações, inibindo o condutor de transpor a rodovia em local inapropriado, além de melhorar a visibilidade dos obstáculos nesses locais. Nesta semana, uma equipe de trabalho iniciou a troca de defensas na MG-424.

O Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) reforça as orientações aos usuários que transitam nas rodovias nas rodovias.

Diversos trechos estão em obras com a presença constante de colaboradores nas vias, o que exige redução de velocidade e atenção redobrada dos motoristas.

Em função dos trabalhos, haverá a necessidade de interdição de uma das faixas de tráfego para execução das melhorias.

Os motoristas que circulam pela via devem ficar atentos para a possibilidade de retenção no tráfego. Para quem se dirige ao aeroporto, em Confins, a orientação é sair um pouco mais cedo de casa.

As obras, iniciadas em maio deste ano, integram um pacote de intervenções que prevê a revitalização da sinalização e dos dispositivos de segurança viária em mais de 42 quilômetros de vias e incluem a MG-010, entre o trevo da Vilarinho ao trevo de Lagoa Santa, com 18,10 quilômetros; a LMG-800, acesso para Lagoa Santa, com 4,24 quilômetros e em 20 quilômetros da MG-424, trecho entre o entroncamento da MG-010 até Pedro Leopoldo. O investimento é mais de R$ 8 milhões.

Conforme o último relatório do DER-MG, mais de um terço das melhorias na segurança viária previstas para as rodovias MG-010, LMG-800 e MG-424 já foram finalizadas. As intervenções devem ser concluídas até setembro, conforme prazo contratual.

Para o diretor-geral do DER-MG, Rodrigo Tavares, os investimentos em segurança viária contribuem efetivamente para melhorar as condições operacionais das rodovias, com a padronização e elevação dos níveis de segurança.

“O objetivo é a redução do número de sinistros de trânsito, uma vez que que a sinalização adequada garante a eficiência e a segurança das rodovias para os usuários”, destaca.

Iluminação na MG-010

A Cemig, a Secretaria de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias (Seinfra), e prefeitos das cidades do Vetor Norte assinaram, no início do mês passado, um Protocolo de Intenções que visa modernizar e restabelecer a iluminação pública ao longo da MG-010 por meio do Minas Led.

O objetivo é promover melhorias na iluminação pública da rodovia nos trechos compreendidos entre os municípios de Vespasiano a Confins, proporcionando mais conforto e segurança para a população, além de gerar redução do consumo de energia.

A expectativa é de que, ao final dos trabalhos, todo o trecho passará a ser 100% atendido pelo projeto. O investimento total da Cemig será de cerca de R$ 2,3 milhões.

O Minas Led é uma ação dentro do Programa de Eficiência Energética da Cemig, regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que tem como objetivo a substituição das luminárias de iluminação pública obsoletas por outras mais eficientes e modernas de tecnologia LED.

Mesmo sendo a iluminação pública uma responsabilidade das prefeituras desde janeiro de 2015, a Cemig desenvolve esse projeto em uma parceria com os municípios para modernizar os equipamentos e incentivar a adoção de medidas de eficiência energética em sua área de concessão.

]]>
Notícias Tue, 09 Jul 2024 11:29:35 -0300
Minas aposta na melhoria da infraestrutura de aeroportos e amplia voos regionais e internacionais http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3499-minas-aposta-na-melhoria-da-infraestrutura-de-aeroportos-e-amplia-voos-regionais-e-internacionais http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3499-minas-aposta-na-melhoria-da-infraestrutura-de-aeroportos-e-amplia-voos-regionais-e-internacionais

Minas Gerais já investiu mais de R$ 16 milhões de 2019 até agora na melhoria da infraestrutura de aeródromos e aeroportos no estado, com a realização de obras em pistas de pousos e decolagens, sinalização e cercamentos dessas estruturas, segundo dados da Secretaria de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias (Seinfra).

Os aportes têm facilitado o desenvolvimento de cidades e regiões, possibilitando a atração de investidores, além de permitir a ampliação dos voos de aeronaves de segurança pública, do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) e de salvamento, da área de saúde.

A demanda crescente de passageiros no estado também possibilitou, de 2019 até agora, a atração de cinco novos voos regionais e outros quatro internacionais, fruto do trabalho do Governo de Minas, por meio da agência de fomento Invest Minas, vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), Seinfra e Secretaria da Fazenda (SEF), além de empresas privadas ligadas ao setor.

Entre as obras de requalificação da infraestrutura estão o aeroporto de Ipatinga, que fica em Santana do Paraíso. Em 2019, a primeira intervenção, de forma emergencial, foi contratada pelo Departamento Estadual de Estradas de Rodagem (DER) e custeada pela Seinfra. Nela, foram feitos reparos na pista de pousos e decolagens e no estacionamento de aeronaves, além de pinturas de pista, com faixas, setas e símbolos.

Já em 2021, o aeroporto contou com outro importante investimento na recuperação definitiva da pista, por meio de recursos do Fundo Nacional de Aviação Civil (Fnac), no valor de R$ 12 milhões, e mais R$ 1,2 milhão de contrapartida do Estado.

Neste momento, existem outros dois convênios em andamento, com obras nos aeroportos Major Brigadeiro Trompowsky (SBVG), em Varginha, e de Caratinga (SNCT), na cidade de Ubaporanga, totalizando investimentos de mais de R$ 2 milhões.

Em ambos os casos, os aportes são referentes à execução de melhorias de cercamento dos aeroportos. Os andamentos da execução das obras estão em 90% e 25%, respectivamente.

Vale do Rio Doce

No início de junho, o vice-governador de Minas Gerais, Professor Mateus, participou da inauguração do Aeroporto Municipal Elber Pereira, no município de Ipanema, no Vale do Rio Doce, que contribuirá para o desenvolvimento econômico da cidade e região. A nova estrutura vai proporcionar que aeronaves de pequeno e médio portes cheguem ao local.

A pista de pousos e decolagens, de 1.125 metros de extensão e 30 metros de largura, é pavimentada com asfalto e homologada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Os investimentos do Governo de Minas, por meio do DER-MG, atingiram R$ 2,4 milhões.

“Um estado da dimensão de Minas Gerais precisa sempre trabalhar na implantação de novas linhas aéreas comerciais e ampliação de voos executivos e de salvamento. É por isso que a inauguração de aeroportos e a manutenção de pistas é, para nós, uma prioridade”, disse o vice-governador.

Professor Mateus salientou também que outros investimentos estão sendo feitos, viabilizando voos comerciais para cidades que não eram atendidas por rotas anteriormente.

“Conseguimos viabilizar voos da Azul para cidades como Paracatu, Varginha, Patos de Minas, Araxá e Teófilo Otoni. Agora, mais recentemente, para Divinópolis. Vamos continuar trabalhando para que nessas cidades de médio porte tenhamos linhas regulares e, nas cidades pequenas, como é o caso de Ipanema, aeroportos com condições de receber investidores, aeronaves de salvamento e outras. Com isso, integrar nosso estado que, pelo tamanho, precisa também de conexão aérea para que as coisas funcionem bem”, disse.

Regionais e internacionais

Segundo o diretor de atração de investimentos da Invest Minas, Ronaldo Barquette, a Sede e a agência de fomento de Minas atuaram junto aos municípios e às empresas aéreas demonstrando, por um lado, que novos voos auxiliam no desenvolvimento econômico de toda uma região. E, por outro, que existe demanda crescente de passageiros no estado.

“Um bom exemplo disso é o novo voo BH/Salinas, operado pela Azul, aproveitando o 'boom' fomentado pelos grandes projetos de lítio que estão sendo implantados no Vale do Jequitinhonha”, afirma Barquette.

Ele destaca que uma das maiores contribuições do Governo do Estado para o crescimento concreto do setor foi a proposição e implantação de política pública de vanguarda, envolvendo Invest Minas, Sede e SEF, tendo como principal ponto a disponibilização ao mercado de um tratamento tributário setorial, com redução de ICMS para empresas que acreditam em Minas Gerais e mantêm uma frequência de voos regulares.

O diretor da Invest Minas salienta ainda que é consenso que o aumento da malha aeroviária induz o crescimento econômico e que o Governo de Minas continuará trabalhando para garantir cada vez mais voos para os mineiros.

Em 2019, existiam nove rotas regionais regulares em Minas, segundo dados da Invest Minas. Atualmente são 14, com a inclusão de Salinas, Teófilo Otoni, Manhuaçu, Governador Valadares e Paracatu. No mesmo período, as rotas internacionais saltaram de quatro para oito, com a inclusão de Orlando, Bogotá, Curaçao e Santiago.

Concessões, PPPs e terceirização

O Aeroporto da Pampulha - Carlos Drummond de Andrade, em Belo Horizonte, foi concedido à iniciativa privada pelo Governo de Minas em outubro de 2021, pela outorga fixa de R$ 34 milhões, por meio de sessão pública na Bolsa de Valores (B3), em São Paulo, vencida pela Companhia de Participações e Concessões (CPC), empresa do Grupo CCR, representando um ágio de 245,29% sobre o valor mínimo estabelecido de R$ 9,8 milhões.

Durante o prazo de 30 anos, a empresa deverá investir aproximadamente R$ 150 milhões na exploração, ampliação e manutenção da infraestrutura do espaço, sendo R$ 65 milhões nos primeiros três anos, a ser viabilizado mediante investimentos privados. Também é esperada uma arrecadação de R$ 99 milhões em impostos federais, estaduais e municipais, que financiarão políticas públicas em áreas essenciais de atuação estatal, como saúde e educação.

O Aeroporto Regional Presidente Itamar Franco (Aeroporto da Zona da Mata) foi o primeiro em Minas a ser administrado no modelo de Parceria Público-Privada.

O consórcio vencedor - a Concessionária Aeroporto Zona da Mata (CAZM), formada pela Socicam, empresa que administra terminais rodoviários, portuários e aeroportuários, e pela CBCE, referência em comércio exterior e pioneira em logística na sua área de prestação de serviços - ofereceu à época um desconto de 32% no valor da contraprestação anual do Estado.

No ano passado, Minas Gerais investiu R$ 5,761 milhões no custeio da parceria para o aeroporto, localizado entre Goianá e Rio Novo.

Outros potenciais benefícios decorrentes da concessão do aeroporto à iniciativa privada são a modernização de equipamento público, reversível ao final da concessão, a transferência de competências, a divisão de riscos com a concessionária, o aumento do nível da qualidade do serviço, a alocação mais eficiente de recursos governamentais, além da expansão da movimentação regional de pessoas e o incremento da oferta de emprego para a região onde está instalado o aeroporto.

A exploração do Aeroporto Regional do Vale do Aço, também chamado de Aeroporto de Ipatinga, situado no município de Santana do Paraíso, era feita pela Infraero por meio de contrato com o Governo de Minas desde 2020.

A partir de 1/1/2024, a Infraero assumiu a exploração direta deste equipamento, em alinhamento às diretrizes do Ministério de Portos e Aeroportos (MPOR), que assumiu também os aeroportos de Governador Valadares e de Divinópolis.

A decisão foi formalizada por meio da publicação da Portaria MPOR nº 458, de 24/10/2023. No ano passado, o Estado desembolsou R$ 6,468 milhões para manter este contrato de terceirização.

]]>
Notícias Mon, 08 Jul 2024 12:14:10 -0300
Governo de Minas anuncia construção de terminal de ônibus metropolitano em Santa Luzia http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3498-governo-de-minas-anuncia-construcao-de-terminal-de-onibus-metropolitano-em-santa-luzia http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3498-governo-de-minas-anuncia-construcao-de-terminal-de-onibus-metropolitano-em-santa-luzia

O vice-governador de Minas Gerais, Professor Mateus, anunciou, na noite dessa quinta-feira (4/7), a construção de um novo terminal de ônibus para a integração com a Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). O convênio, firmado entre o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias (Seinfra), e a Prefeitura de Santa Luzia, busca fortalecer a mobilidade urbana e a infraestrutura da região.

Com investimentos de cerca de R$ 24 milhões, sendo R$ 18,2 milhões provenientes do Estado, o Terminal Santa Luzia será construído em uma área de 17 mil metros quadrados na Avenida Raul Teixeira da Costa.

Durante coletiva de imprensa realizada no local onde o terminal será construído, o vice-governador destacou a importância da obra.

"O novo terminal vai reduzir o tempo de deslocamento das pessoas, principalmente daquelas que usam Santa Luzia como meio de acesso a Belo Horizonte. A construção deste terminal vai proporcionar mais desenvolvimento econômico para as cidades do Vetor Norte e, consequentemente, mais qualidade de vida para os mineiros", enfatizou Professor Mateus.

Estima-se que até 20 mil passageiros serão beneficiados com a construção do equipamento, com a perspectiva de atendimento de até 1,5 mil pessoas, por hora, no período de maior demanda.

Estudos projetam melhoria na mobilidade, redução de tempo de viagem, alívio no trânsito do Vetor Norte e facilitação do atendimento às cidades vizinhas, como Jaboticatubas e Taquaraçu de Minas.

As linhas que vão operar no terminal ainda serão definidas em um estudo de reestruturação da rede de atendimento à região, que está em desenvolvimento pela Seinfra em parceria com a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge).

O secretário de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias, Pedro Bruno, ressaltou o ganho de tempo nas viagens. “O Governo de Minas tem buscado cada vez mais investir em infraestrutura rodoviária. Reduzir o tempo de deslocamento das pessoas é investir em qualidade de vida. Assim, o trabalhador poderá ter mais tempo de lazer para com a sua família”, explicou o secretário.

Estrutura

O Terminal Santa Luzia deverá operar como sistema tronco-alimentador, com as plataformas troncais elevadas compatíveis com o sistema Move dos corredores das avenidas Cristiano Machado, Pedro I e Antônio Carlos.

Dados da Seinfra apontam que a integração das linhas no terminal pode promover uma economia estimada de 35% na produção quilométrica diária (medida da circulação das viagens) e reduzirá em aproximadamente 27% a frota necessária para o transporte dos usuários.

O novo terminal também deve diminuir o tempo de viagem na MG-020, além de minimizar a emissão de CO2, com expectativa de redução de 1,1 tonelada por km/hora de pico e 13,2 toneladas por km/dia.

A licitação da obra e a execução dos serviços ficarão sob responsabilidade do município. A previsão é a de que as obras sejam concluídas em aproximadamente dois anos.

Além das instalações básicas, como as plataformas, salas de administração e sanitários, o local também vai contar com estacionamento para veículos leves, motos e bicicletário.

O projeto prevê, ainda, serviços preliminares e de instalação da obra, fundações e estruturas de concreto, arquitetura, instalações hidráulico-sanitárias, elétricas e de automação, sistema de proteção contra descargas atmosféricas, sistema de combate a incêndios, telecomunicações, internet, dados de voz e câmeras de monitoramento, drenagem pluvial, pavimentação, sinalização, urbanização e paisagismo.

Terminal São Benedito

O Terminal São Benedito, único em funcionamento atualmente no município, continuará operando. A ideia é que seja feito um estudo pela Seinfra para redistribuição das linhas alimentadoras e troncais entre os dois terminais para otimizar o atendimento aos usuários.

]]>
Notícias Fri, 05 Jul 2024 07:25:16 -0300
Governo de Minas participa de fórum para debater melhorias na mobilidade urbana, transportes e trânsito no estado http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3497-governo-de-minas-participa-de-forum-para-debater-melhorias-na-mobilidade-urbana-transportes-e-transito-no-estado http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3497-governo-de-minas-participa-de-forum-para-debater-melhorias-na-mobilidade-urbana-transportes-e-transito-no-estado


O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias (Seinfra) e da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), participou da 71ª edição do Fórum Mineiro de Secretários, Secretárias e Dirigentes de Mobilidade Urbana. O evento, promovido pela Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP), com apoio do Governo do Estado, foi realizado nos dias 3 e 4 de julho, no Auditório JK, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte.
 
Realizado há 30 anos, o encontro busca promover a troca de informações e de experiências de sucesso entre gestores públicos, a fim de contribuir para a melhoria da mobilidade urbana, dos transportes e do trânsito no estado, como explica o diretor da Regional Minas Gerais da ANTP, Ricardo Mendanha Ladeira.

“O objetivo aqui não é tirar posições concretas. A principal função é integrar os diversos municípios que fazem a gestão da mobilidade, do trânsito e do transporte, aumentar a capacitação das pessoas, além de discutir ideias e propostas de como fazer”, explica.
 
Durante o evento, a Seinfra apresentou um balanço sobre a mobilidade na Região Metropolitana de Belo Horizonte e mediou debates com diversos temas, como a Governança Metropolitana, Protocolo de Intenções RMBH e as experiências municipais nos novos modelos de delegação.

“Esse diálogo é muito importante para que a gente consiga também apoiar os municípios em todo o estado, que tem o desafio da mobilidade urbana como uma prioridade. Aqui conseguimos criar perspectivavas, fazer novos planos e implementar parcerias”, enfatizou o secretário adjunto da Seinfra, Pedro Calixto.

Para o diretor de Concessões e Parcerias da Codemge, Diogo Prosdocimi, que conduziu uma apresentação com a análise integrada do transporte metropolitano, esse tipo de evento, apesar de voltado para gestores, pode impactar positivamente a vida da população.

“Esta é uma oportunidade grande de conhecermos vários dirigentes do estado e também de trocar ideias, chegar a novas conclusões, elaborar novas políticas e estabelecer relacionamentos que podem ajudar e facilitar a vida do cidadão mineiro”, concluiu.

A programação contou, ainda, com apresentações de outros temas relevantes, entre eles linhas de financiamento, projetos de lei em andamento e uma palestra sobre educação no trânsito ministrada pelo Departamento de Estradas e Rodagem (DER).

]]>
Notícias Thu, 04 Jul 2024 13:02:41 -0300
Governo de Minas entrega mais de 100 veículos ao DER-MG para renovação da frota http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3496-governo-de-minas-entrega-mais-de-100-veiculos-ao-der-mg-para-renovacao-da-frota http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3496-governo-de-minas-entrega-mais-de-100-veiculos-ao-der-mg-para-renovacao-da-frota

O Governo de Minas entregou, nessa terça-feira (2/7), 106 veículos ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER/MG). A nova frota é composta de 60 viaturas, 32 caminhonetes e 14 SUVs. Os investimentos são de R$ 17,5 milhões. Há mais de dez anos o departamento não renovava a sua frota.

Os veículos serão distribuídos para as 40 Unidades Regionais do órgão para auxiliar na fiscalização do transporte intermunicipal e metropolitano e, também nas obras de construção e manutenção das rodovias mineiras.

As viaturas do tipo sedan são dotadas de sinalizador luminoso (giroflex) e autofalante para fiscalizações mais ostensivas. Os veículos SUVs, com câmbio automático, serão para uso misto em estradas não pavimentadas e asfaltadas. Já as caminhonetes de tração 4x4 e motor diesel, por possuírem maior altura do solo, serão escaladas para executar incursões em terrenos mais difíceis.

Os veículos destinados às equipes de fiscalização DER-MG são utilizados no monitoramento de trânsito nas rodovias estaduais; do transporte de pessoas e de carga e do uso ou ocupação da faixa de domínio. Eles auxiliam, ainda, nas vistorias do sistema de transporte coletivo intermunicipal de passageiros; dos veículos do transporte intermunicipal de estudantes e de escolares e dos veículos do serviço de táxi metropolitano.

“Quando proporcionamos melhor estrutura ao DER-MG, nós garantimos maior qualidade para as nossas rodovias e, consequentemente, isso impacta positivamente a vida dos mineiros” ressaltou o secretário de Governo Gustavo Valadares.

Para o secretário de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias, Pedro Bruno, “equipar o DER-MG acaba refletindo também nas atividades da Seinfra, uma vez que os órgãos são vinculados e desenvolvem atividades complementares”.

“A aquisição de uma nova frota é uma antiga reivindicação dos servidores do DER-MG. Com os 106 veículos equipados com modernos dispositivos de fiscalização voltados tanto para o transporte intermunicipal e metropolitano, quanto para o acompanhamento de obras rodoviárias, aprimoraremos nosso grau de eficiência em nossas atividades rotineiras”, explicou o diretor-geral do DER-MG, Rodrigo Tavares.

Além disso, os carros são destinados ao planejamento, coordenação e a execução, direta ou indireta, das obras e dos serviços de engenharia de manutenção e recuperação rodoviária, de recuperação de obras de artes especiais (viadutos e pontes), bem como dos serviços de conservação do patrimônio rodoviário estadual e de garantia da segurança viária.

Serão utilizados, ainda, para transportar as equipes técnicas no acompanhamento das obras e os serviços de engenharia de sondagem, construção, implantação, pavimentação, ampliação de capacidade, duplicação e alargamento de rodovias.

Cada veículo da frota do DER-MG roda, em média, mais de 2 mil quilômetros por mês, o que equivale a um motorista ir de Belo Horizonte a Recife, no estado de Pernambuco.

]]>
Notícias Wed, 03 Jul 2024 08:26:10 -0300
Governo de Minas participa de fórum para debater melhorias na mobilidade urbana, transportes e trânsito no estado http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3495-governo-de-minas-participa-de-forum-para-debater-melhorias-na-mobilidade-urbana-transportes-e-transito-no-estado http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3495-governo-de-minas-participa-de-forum-para-debater-melhorias-na-mobilidade-urbana-transportes-e-transito-no-estado

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias (Seinfra) e da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), participa da 71ª edição do Fórum Mineiro de Secretários, Secretárias e Dirigentes de Mobilidade Urbana. O evento, promovido pela Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP), com apoio do Governo do Estado, será realizado nos dias 3 e 4 de julho, no Auditório JK, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte. As inscrições podem ser feitas neste link.

Realizado há 30 anos, o encontro busca promover a troca de informações e de experiências de sucesso entre gestores públicos, a fim de contribuir para a melhoria da mobilidade urbana, dos transportes e do trânsito no estado.

Durante o evento, a Seinfra irá apresentar um balanço sobre a mobilidade na Região Metropolitana de Belo Horizonte e participar de mesas redondas.

Na programação, também estão previstas a apresentação de linhas de financiamento, projetos de lei em andamento e uma palestra sobre educação no trânsito ministrada pelo Departamento de Estradas e Rodagem (DER), entre a discussão de outros temas relevantes.

Informações

71ª Fórum Mineiro de Secretários, Secretárias e Dirigentes de Mobilidade Urbana

Datas: 03/07 e 04/07 - quarta-feira e quinta-feira

Horários: 08:00 às 18:30 (03/07) e 08:30 às 16:30 (04/07)

Local: Auditório JK – Cidade Administrativa (Rod. Papa João Paulo II, 4001, Serra Verde, Belo Horizonte - MG)

Inscrições on-line no link

]]>
Notícias Wed, 03 Jul 2024 07:46:24 -0300
Projeto de concessão na APA Estadual Parque Fernão Dias será apresentado a investidores http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3494-projeto-de-concessao-na-apa-estadual-parque-fernao-dias-sera-apresentado-a-investidores http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3494-projeto-de-concessao-na-apa-estadual-parque-fernao-dias-sera-apresentado-a-investidores


O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade de Minas Gerais (Seinfra) e do Instituto Estadual de Florestas (IEF), realiza, até o dia 9/7 (terça-feira), encontro no formato roadshow para investidores interessados no projeto de concessão dos serviços de visitação da APA Estadual Parque Fernão Dias, Unidade de Conservação situada em Betim e Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A APA é a área de conservação estadual mais visitada em Minas, tendo recebido, em 2023, mais de 150 mil pessoas.

As reuniões com potenciais investidores têm como objetivo divulgar e incentivar a participação de interessados no processo de concessão. Nos encontros, serão apresentadas as premissas, metodologias e opções de modelagem utilizadas na estruturação do projeto. Os eventuais interessados poderão encaminhar avaliações, levantamentos e estudos relativos à concessão, contribuindo com o processo de consulta pública vigente.

Os encontros serão realizados por meio de videoconferência, mediante solicitação realizada no e-mail parc@meioambiente.mg.gov.br, conforme disposto no regulamento do roadshow.

Consulta e audiência pública

A consulta pública do projeto de concessão segue aberta até o dia 19/7. Nesse período, estarão disponíveis os documentos do projeto, incluindo minutas de edital de licitação, contrato e anexos.

É possível solicitar esclarecimentos ou enviar considerações relativas ao projeto neste link:https://forms.office.com/pages/responsepage.aspx?id=fK7T5Tib3kigh_ZzSih1dM6k07wkqkVCl9VuXvbSeTJUQzRMUUlQNzNQUkhTU0RaNFYyNlpHSEpNUy4u

A audiência pública será realizada no dia 4/7, às 15h, na sala Multimeios da PUC Contagem, com transmissão ao vivo pelo canal do Youtube Meio Ambiente. (https://www.youtube.com/@MeioAmbienteMinasGerais)

Durante o processo, todas as contribuições recebidas serão analisadas e respondidas pelo IEF. Aquelas que forem acatadas serão incorporadas ao projeto e as que não forem serão devidamente justificadas. O relatório da consulta e da audiência pública será, posteriormente, publicado no site do órgão estadual.

Projeto de concessão

O projeto de Concessão de Uso da APA tem como objetivo a realização de investimentos, conservação, operação, manutenção e exploração econômica das atividades de lazer e entretenimento, conforme especificações e condições constantes da Minuta do Edital de Concorrência e anexos.

A expectativa é a de que sejam investidos cerca de R$13 milhões ao longo dos 30 anos de vigência do contrato. Espera-se, também, aumento no número de visitantes, trazendo benefícios como a geração de aproximadamente 625 empregos indiretos. O projeto prevê ainda que 3% da receita bruta da concessionária seja direcionada para apoio a projetos de relevância socioambiental para a APA e seu entorno.

Entre as melhorias prioritárias, destacam-se a revisão geral de todas as instalações, ampliação das estruturas e acessibilidade. Ao concessionário, será permitida a exploração de receitas com serviços de alimentação, comércio, aluguel de equipamentos esportivos, publicidade e eventos. Não será permitida a cobrança de ingressos para acesso dos visitantes à APA.

A Unidade de Conservação foi reaberta à visitação em 2021, com o apoio da Prefeitura Municipal de Contagem, que possui Termo de Cooperação com o IEF para gestão compartilhada da unidade. O local possui forte vínculo afetivo com a população do entorno que, desde a década de 1980, utiliza a região como área de lazer e para práticas esportivas.

A APA Estadual Parque Fernão Dias integra o Programa de Concessão de Parques Estaduais (Parc), do Governo de Minas, lançado em 2019, que tem como meta firmar parcerias e concessões em 15 Unidades de Conservação Estaduais. Os estudos de viabilidade de concessão foram realizados pelo Consórcio Parques Estaduais de Minas Gerais, contratado pelo IEF com recursos advindos do Termo de Medidas de Reparação pelos danos causados pelo rompimento das barragens da Vale S.A. em Brumadinho.

O projeto conta com apoio do Instituto Semeia, da Seinfra, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult).

]]>
Notícias Tue, 02 Jul 2024 05:53:06 -0300
Seinfra presta contas de projetos de infraestrutura do estado no Assembleia Fiscaliza http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3493-seinfra-presta-contas-de-projetos-de-infraestrutura-do-estado-no-assembleia-fiscaliza http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3493-seinfra-presta-contas-de-projetos-de-infraestrutura-do-estado-no-assembleia-fiscaliza


A Secretaria de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias (Seinfra) prestou contas aos parlamentares mineiros, na manhã desta sexta-feira (28/6), no âmbito do Assembleia Fiscaliza, iniciativa desenvolvida pelo poder legislativo mineiro para acompanhar as ações executadas pelo poder executivo. Durante o encontro, também foram apresentados os projetos em andamento de obras de infraestrutura, rodoviárias, transporte e mobilidade, e de concessões e parcerias.

Na abertura da reunião, o Secretário de Infraestrutura Mobilidade e Parcerias, Pedro Bruno, fez um balanço das principais ações desenvolvidas pela Seinfra e destacou a importância da pasta para o desenvolvimento do estado.

“Nós temos crescido, desde o início da gestão, mais do que a média nacional, atraindo mais de R$ 430 bilhões de investimentos nesse período, cerca de 1/4 desses investimentos para infraestrutura. E infraestrutura é base para trazer mais desenvolvimento econômico e social. Então, esse é o tamanho da nossa responsabilidade e do desafio dessa agenda”, reforçou.

Os parlamentares apresentaram dúvidas e questionamentos sobre as mais diversas áreas de infraestrutura como rodovias, edificações, transporte e mobilidade, concessões e parcerias, e convênios.

A reunião também contou com a participação do diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-MG), Rodrigo Tavares, subsecretários e equipe técnica da Seinfra.

Destaques
Na apresentação, o secretário destacou números gerais do Provias, maior programa de recuperação de rodovias da última década, que contempla 144 empreendimentos e recursos da ordem de R$4,5 bilhões.

Na área de infraestrutura municipal 192 termos de transferência gratuita de bens foram assinados, 431 convênios publicados e 371 municípios contemplados, somando mais de R$400 milhões em recursos estaduais.

Os avanços nos projetos dos hospitais regionais motivou a participação dos deputados. Com investimentos de R$356 milhões, a expectativa é que todas as unidades sejam entregues até 2026.

Em relação aos projetos estruturantes de mobilidade, o secretário mencionou o estudo da Rede Intermunicipal, reconfiguração da rede metropolitana, revisão dos contratos metropolitanos, revisão dos regulamentos, construção de novos terminais metropolitanos e modernização da frota dos ônibus metropolitanos, que hoje transportam mais de 480 mil passageiros por dia.

Ainda no campo da mobilidade, os parlamentares parabenizaram a iniciativa da Seinfra em suspender, por 90 dias, a Viação Gardênia de operar todos os seus 34 contratos, de linhas de transporte intermunicipal no Sul de Minas. A medida é um desdobramento da Operação Ponto Final, que deflagrou ações de fiscalização em abril e maio para apurar irregularidades na prestação do serviço pela empresa.

As concessões e parcerias também receberam destaque durante a apresentação. São 20 contratos em execução, que somam mais de R$23 bilhões em investimentos. Entre eles, o rodoanel, cujo projeto de licenciamento ambiental está em análise pelos órgãos ambientais, e que deve ter obras iniciadas em 2025.

No transporte sobre trilhos, as discussões foram pautadas pelos avanços do contrato do metrô de BH e na renovação de concessões ferroviárias.

Fotos: Guilherme Bergamini/ALMG

]]>
Notícias Fri, 28 Jun 2024 10:35:33 -0300
Com investimento recorde, Governo do Estado inicia obras de restauração do Instituto de Educação de Minas Gerais http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3492-com-investimento-recorde-governo-do-estado-inicia-obras-de-restauracao-do-instituto-de-educacao-de-minas-gerais http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3492-com-investimento-recorde-governo-do-estado-inicia-obras-de-restauracao-do-instituto-de-educacao-de-minas-gerais

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias (Seinfra), emitiu ordem de início para execução das obras de restauração do prédio centenário do Instituto de Educação de Minas Gerais (Iemg), localizado no Centro de Belo Horizonte e tombado pelo patrimônio histórico.

Serão destinados R$ 40 milhões para a execução do projeto, o maior investimento já realizado pelo estado em uma reforma escolar. A expectativa é que as obras sejam concluídas em três anos.

Entre os serviços que serão realizados estão a requalificação física do edifício Kennedy para atender às necessidades escolares, a reforma completa do telhado, a adequação do espaço físico escolar às normas de acessibilidade e a execução do sistema de combate a incêndio e pânico conforme projeto aprovado pelo Corpo de Bombeiros.

O secretário de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias, Pedro Bruno, explica que a reforma de prédios históricos envolve grandes desafios.

“Existem vários materiais icônicos, itens que não estão mais disponíveis no mercado. Então, tentamos ao máximo dar funcionalidade e adequar a obra à realidade atual, mantendo também os elementos pré-existentes”, afirma.

Além de manter a identidade do edifício, que terá suas características originais preservadas e a recuperação de elementos artísticos, a comunidade escolar ganhará uma quadra poliesportiva coberta.

Com um projeto inovador marcado por arquitetura exclusiva, o novo espaço irá proporcionar mais conforto aos estudantes durante a prática de atividades esportivas.

Em 2023, os projetos de restauração do Iemg estavam em vias de conclusão, mas precisaram ser revistos após um incêndio atingir o local. As equipes avaliaram o grau de deterioração das estruturas, o que acabou interferindo no prazo planejado para a obra.

Para a diretora da instituição, Alexandra Morais, é o sonho de toda a comunidade escolar ver o prédio revitalizado. “Inaugurado em 1906, o Iemg é um ícone da educação mineira. As primeiras professoras do estado de Minas Gerais se formaram aqui. É um quarteirão inteiro dedicado à educação. Um espaço maravilhoso, onde tanta coisa boa já aconteceu e tenho certeza de que ainda vai acontecer”, destaca.

As intervenções serão feitas em duas etapas para garantir que a escola continue a ser utilizada durante o período. A princípio, o prédio tombado será desocupado, enquanto o outro acomodará estudantes e servidores.

“Colocar um equipamento público em ótimo estado, pronto para receber a comunidade, certamente tem um efeito em cascata de melhoria e valorização em todo o entorno. Além disso, iremos proporcionar melhores condições para os estudantes dessa escola que, por ser central, recebe alunos de diversas regiões e condições socioeconômicas. Estamos oferecendo o que há de melhor para a população de Belo Horizonte e de Minas Gerais, e também criando um marco de engenharia e arquitetura”, destaca o secretário Pedro Bruno.

Comunidade escolar

O Iemg atualmente atende cerca de 1,7 mil estudantes distribuídos entre ensino fundamental, médio, Educação de Jovens e Adultos (EJA), e o curso técnico de Enfermagem.

Dentre estes, aproximadamente 850 estudantes do ensino médio estão temporariamente acomodados em um prédio alugado, até a conclusão das obras de melhoria nas instalações. A unidade de ensino conta com uma equipe de 270 servidores dedicados.

"Nosso compromisso é proporcionar um ambiente educacional seguro e de qualidade para nossos estudantes e servidores. As intervenções e melhorias no edifício histórico, parte integrante da história da Educação na capital mineira, são fundamentais para garantir isso, e estamos investindo significativamente para que as instalações perdurem por muitas gerações", declarou o secretário de Estado de Educação de Minas Gerais, Igor de Alvarenga.

Além disso, o prédio anexo do Iemg, que atualmente abriga os estudantes do ensino fundamental, tem recebido intervenções estruturais significativas.

Desde 2019, a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) investiu mais de R$ 1,5 milhão em reformas em várias partes da unidade, melhorias no telhado, reparos na parte elétrica e na quadra escolar, além de outras medidas de manutenção e modernização.

Consulta pública

No último ano, o Governo de Minas, por meio das secretarias de Estado de Infraestrutura e de Educação, abriu uma consulta pública para coletar críticas e sugestões de empresas de engenharia em relação aos projetos, planilha de serviços, termo de referência e cronograma físico, integrantes da futura licitação das obras de reforma e restauração dos prédios do Iemg.

Com a participação de diversas empresas, a medida foi positiva e contribuiu para o planejamento da obra, otimizando o processo licitatório e, consequentemente, a execução da intervenção.

]]>
Notícias Fri, 28 Jun 2024 06:38:56 -0300
Tarifa do metrô da RMBH será atualizada a partir de 1º de julho http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3490-tarifa-do-metro-da-rmbh-sera-atualizada-a-partir-de-1-de-julho http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3490-tarifa-do-metro-da-rmbh-sera-atualizada-a-partir-de-1-de-julho

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias (Seinfra), informa que está autorizado o reajuste de preço da tarifa do metrô da Região Metropolitana de Belo Horizonte (Metrô BH) de R$5,30 para R$5,50 a partir de 1º de julho. A atualização do valor está prevista no contrato de concessão e corresponde à inflação do período entre março de 2023 e março de 2024.

Com a concessão, assinada em março de 2023, diversas melhorias estão sendo realizadas na infraestrutura do metrô, a começar pela modernização e expansão da linha 1 e a implantação da linha 2.

O investimento previsto é de R$3,7 bilhões ao longo de toda concessão.

Investimentos realizados

Até o momento, já foram feitas melhorias em serviços prestados aos mais de 85 mil passageiros transportados todos os dias, como reformas de estações, implantação de internet Wi-fi nos trens e estações e sistema de bilhetagem digital.

Ainda estão planejadas diversas atualizações tecnológicas de sistemas, como os de controle e segurança dos trens, o que trará mais conforto, acessibilidade, segurança e regularidade nas viagens.

O projeto de revitalização das 19 estações da Linha 1 já está em andamento e as obras começaram em dezembro de 2023. A primeira estação a receber intervenções foi a Lagoinha, além do Pátio de Manutenção São Gabriel.

Além disso, 10 estações serão reformadas até 2025, são elas: Eldorado, Cidade Industrial, Vila Oeste, Gameleira, Calafate, Carlos Prates, Lagoinha, Central, Santa Efigênia e Vilarinho.

Outras nove estações serão revitalizadas até 2026, são elas: Santa Tereza, Horto, Santa Inês, José Cândido, Minas Shopping, São Gabriel, Primeiro de Maio, Waldomiro Lobo e Floramar. Também em 2026 a nova estação da linha 1, Novo Eldorado, será implantada.

Até 2029, a expectativa é que as estações da Linha 2 estejam em operação.

Atendimento ao usuário

Ligação e Whatsapp: 0800 723 1456
E-mail: falemetrobh@metrobh.com.br
Site: https://www.metrobh.com.br/fale-com-a-gente/

O horário de atendimento é das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira, exceto feriados.

]]>
Notícias Thu, 27 Jun 2024 07:58:42 -0300
Expresso Gardênia é suspensa de operar todos os seus contratos por 90 dias http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3489-expresso-gardenia-e-suspensa-de-operar-todos-os-seus-contratos-por-90-dias http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3489-expresso-gardenia-e-suspensa-de-operar-todos-os-seus-contratos-por-90-dias

 
A Secretaria de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias publicou, nesta quinta-feira (27/06), resolução que suspende a Viação Gardênia de operar todos os seus 34 contratos por 90 dias. A medida é um desdobramento da Operação Ponto Final, que deflagrou ações de fiscalização em abril e maio para apurar irregularidades na prestação do serviço de transporte intermunicipal pela empresa.

Durante as abordagens, fiscais da Seinfra e do Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) retiraram de circulação 34 veículos em decorrência de problemas mecânicos, irregularidades em itens de segurança e documentação, além de descumprimento do quadro de horários.

A Seinfra abriu um processo administrativo para apurar as infrações, aplicar as sanções e garantir a ampla defesa da empresa, conforme Decreto 44.603/07, que regulamenta o serviço de transporte coletivo intermunicipal e metropolitano em Minas Gerais. Coube à empresa sanar os problemas identificados na frota e reapresentar os veículos para nova vistoria. No entanto, a Expresso Gardênia não se manifestou dentro do prazo estabelecido.

Diante da inércia da empresa, foi declarada a intervenção  em todos os seus contratos, para a Expresso Gardênia solucione as irregularidades e comprove capacidade operacional e financeira.

Durante o período da intervenção, outras empresas cumprirão os itinerários sendo remuneradas pela operação das linhas e comercialização das passagens.

Caso as irregularidades não sejam sanadas neste período, e a Expresso Gardênia não obtenha êxito em comprovar a sua capacidade operacional e econômico-financeira, poderá ser aplicada penalidade de rescisão dos contratos. Neste caso, será aberto um processo licitatório para contratação de nova empresa para operar as linhas.

Linhas sob nova operação

]]>
Notícias Thu, 27 Jun 2024 05:54:19 -0300
Melhorias na segurança viária de rodovias no vetor norte da RMBH evoluem e atingem mais de 30% de obras concluídas http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3487-melhorias-na-seguranca-viaria-de-rodovias-no-vetor-norte-da-rmbh-evoluem-e-atingem-mais-de-30-de-obras-concluidas http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3487-melhorias-na-seguranca-viaria-de-rodovias-no-vetor-norte-da-rmbh-evoluem-e-atingem-mais-de-30-de-obras-concluidas

Aproximadamente 1/3 das melhorias na segurança viária previstas para as rodovias MG-010, LMG-800 e MG-424 já foram finalizadas. A informação é do balanço divulgado, nesta terça-feira (25/6), pelo Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG), responsável pela condução das obras no vetor norte da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).

A revitalização da sinalização e dos dispositivos de segurança viária contemplam mais de 42 km de vias. Fazem parte do pacote, a MG-010, entre o trevo da Vilarinho ao trevo de Lagoa Santa, com 18,10 km; a LMG-800, acesso para Lagoa Santa, com 4,24 km e em 20 km da MG-424, trecho entre o entroncamento da MG-010 até Pedro Leopoldo.

Programação da semana

DER-MG reforça as orientações aos usuários que utilizam as rodovias. Diversos trechos estão em obras com a presença constante de colaboradores nas vias, o que exige redução de velocidade e atenção redobrada dos motoristas.

Em função dos trabalhos, haverá a necessidade de interdição de uma das faixas de tráfego para execução das melhorias. Diante disso, os motoristas que circulam pela via devem ficar atentos para a possibilidade de retenção no tráfego. Para quem se dirige ao aeroporto, em Confins, a orientação é sair um pouco mais cedo de casa.

]]>
Notícias Tue, 25 Jun 2024 10:43:11 -0300
Investimentos do Governo de Minas em infraestrutura viária somam mais de R$ 300 milhões na Zona da Mata http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3491-investimentos-do-governo-de-minas-em-infraestrutura-viaria-somam-mais-de-r-300-milhoes-na-zona-da-mata http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3491-investimentos-do-governo-de-minas-em-infraestrutura-viaria-somam-mais-de-r-300-milhoes-na-zona-da-mata

O Governo de Minas, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-MG), está investindo R$ 336 milhões em obras de infraestrutura rodoviária na Zona da Mata.

Os recursos são destinados à recuperação e pavimentação de 430 quilômetros de rodovias, inseridas no conjunto do Provias, maior pacote de obras rodoviárias da última década.

Os serviços executados nas estradas mineiras têm proporcionado mais segurança, conforto e mobilidade para a população, que já percebe as mudanças provocadas pelo volume de investimentos.

É o caso de Paulo Carvalho, que conhece bem a Zona da Mata, principalmente as rodovias da região na área de influência de Ponte Nova, onde mora. Engajado em trabalhos sociais há mais de 40 anos, Paulinho, como é conhecido, também, é voluntário nas ações de defesa civil. Em função da sua atuação dinâmica, ele está sempre em trânsito e percebe os efeitos do trabalho de recuperação funcional das rodovias por onde trafega.

“Eu rodo muito por aqui e tenho notado uma melhoria constante das rodovias na região. Na MGC-482, por exemplo, que liga Viçosa a Porto Firme, onde tenho propriedade e familiares, trânsito com muita frequência. Neste trecho, a recuperação do pavimento e a sinalização ficaram muito boas e favoreceram, principalmente, o produtor rural que utiliza a rodovia para escoar a sua produção. Além disso, a MGC-482 é uma rota importante para Belo Horizonte. A população agradece muito ao DER-MG e ao Governo de Minas pelas intervenções", ressalta.

Outra rodovia que ele destaca é a MGC-120, entre Ponte Nova e Dom Silvério, segmento que percorre diariamente para levar a esposa ao trabalho em Santa Cruz do Escalvado. “Antes tinha muito buraco e dificuldade para transitar, principalmente no período de chuvas. Eu tenho percebido uma melhora muito importante e constante”, acrescenta.

Realidade similar é percebida em outra ponta da Zona da Mata por Raquel Dias Pasmo, comerciante que atua às margens da MG-111, perto de Manhumirim. Segundo ela, as intervenções na região proporcionaram ganhos significativos.

“Houve melhorias no movimento do comércio, tanto para fornecedores quanto para clientes. Outro fator positivo é a diminuição dos acidentes por causa da situação em que se encontrava a rodovia. Com o recapeamento, muitos acidentes deixaram de acontecer”, destaca.

A percepção de uma nova realidade é notada pelo produtor rural e comerciante de Lajinha, Walter Nunes. “Trânsito por essas estradas todos os dias porque tenho propriedade rural em Durandé e comércio em Lajinha. O Provias é uma ação importante para melhorar a qualidade de vida da população”, afirma.

O agricultor ressalta, ainda, que os benefícios da revitalização do pavimento dos trechos rodoviários vão muito além do aspecto econômico. “Vai dar mais segurança e conforto para quem precisa ir a consultas médicas em Manhuaçu e Muriaé”, exemplifica.

Além do Provias, são realizadas dezenas de obras de manutenção e conservação tanto na rede pavimentada quanto na não pavimentada, que inclui recuperação de pontes e aterros, revitalização de sinalização, podas, capinas, entre outras. 

Obras na região de Juiz de Fora

Por meio da Unidade Regional do DER-MG de Juiz de Fora, o Governo de Minas está realizando uma série de obras de manutenção e conservação da infraestrutura em diversas rodovias estaduais pavimentadas e não pavimentadas.

Passaram por manutenção a MG-126, entre Mar de Espanha e o distrito de Sapucaia, com serviços de patrolamento, encascalhamento e roçada em 26 quilômetros.

Além disso, a AMG-3070 (entre a BR-040 e Santana do Deserto) e a MG-353 (entre Juiz de Fora e Rio Preto), receberam serviços de limpeza de dispositivos de drenagem, desobstrução de bueiros, e tapa-buracos.

As ações na AMG-3070 foram preventivas e têm o objetivo de evitar que novas chuvas estraguem o pavimento e comprometam a circulação na via. A medida foi necessária por conta do histórico recente de invasão das águas das chuvas na pista.

Já as intervenções na LMG-815 e MG-457 são na segurança viária, com a revitalização da pintura das faixas de bordo e central da pista. No total, 60 quilômetros estão recebendo nova sinalização horizontal, além dos serviços rotineiros de limpeza e roçadas.

Atualmente, as equipes do DER-MG se dividem em executar a recuperação de aterro em dois pontos da MG-457, nos kms 39 e 30, em Santa Rita de Jacutinga. O mesmo tipo de serviço é executado no km 23 da MG-454, em Leopoldina. As pontes também têm recebido atenção na região.

Em Belmiro Braga, os serviços são realizados na AMG-3055 e na LMG-870, próximo à Santa Bárbara do Monte Verde.

O DER-MG de Juiz de Fora também realiza a poda de árvores no entorno do aeroporto de Goianá, na MG-353, entre Rio Novo e Juiz de Fora, passando por Goiana e Coronel Pacheco.

Além disso, são executadas obras de manutenção e conservação na MG-353, em Rio Preto, e a revitalização em outro ponto da rodovia no segmento entre Juiz de Fora e Rio Novo,  além da recuperação de erosão na pista com instalação de novo bueiro no km 33 da LMG-874 em Simão Pereira, divisa com o Rio de Janeiro.

Manhumirim

Nos trechos sob responsabilidade do Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais próximos a Manhumirim, sete empreendimentos contemplam a recuperação de mais de 260 quilômetros de rodovias por meio do Provias.

As obras na região, que está perto da divisa com o Espírito Santo, representam um volume de investimento de mais de R$ 100 milhões. Dos sete trechos incluídos no Provias, seis já estão concluídos.

Um exemplo é a MG-265, do entroncamento da BR-482, próximo a Carangola, até o perímetro urbano de Divino, que já conta com cerca de 16 quilômetros recuperados e sinalizados. O mesmo ocorre com as obras nos 29,2 quilômetros da MGC-482, entre Carangola e Fervedouro, concluídas no final de julho do ano passado.

O DER-MG também finalizou, em março de 2023, as obras de recuperação funcional em 82,5 quilômetros da MG-111, de Ipanema a Manhuaçu, e da AMG-2905, do entroncamento da MG-111 até Simonésia.

Além desses trechos, as obras na LMG-834, entre Caiana e Espera Feliz, na MG-111, entre Manhumirim e a MGC-482, foram finalizadas, juntamente ao trecho da MG-441 e MG-108.

Após anos de uma situação precária no tráfego de veículos na MG-108 devido às condições da malha asfáltica, as obras de recuperação funcional chegaram ao trecho Mutum-Lajinha. Os trabalhos executados vão devolver as condições de trafegabilidade e segurança em cerca de 41 quilômetros da rodovia mineira.  As obras serão concluídas até outubro deste ano.

Região de Ubá

A ação do Governo de Minas também permitiu a entrega de muitas outras obras rodoviárias na área de influência da Unidade Regional do DER-MG de Ubá. A população da região vem acompanhando a evolução das melhorias constantes e crescentes com a chegada dos novos investimentos no setor rodoviário.

Exemplo disso são as obras incluídas no Provias, entre as quais a pavimentação da MG-280, entre Paula Cândido e Divinésia, que já apresenta uma evolução de 40% dos serviços concluídos. Esperada há quatro décadas, a pavimentação dos 16 quilômetros entre os dois municípios ganhou um novo impulso com o fim do período chuvoso. A previsão é que as obras sejam finalizadas até final de 2024.

A pavimentação da MG-280, considerada um marco para os moradores da região, recebe um investimento de aproximadamente R$ 40 milhões.

Após a conclusão da obra, o trecho passa a ser uma rota alternativa entre Viçosa e Ubá e irá beneficiar diretamente vários municípios, entre eles Paula Cândido, Divinésia, Visconde do Rio Branco, Senador Firmino, Rodeiro, Guidoval, Astolfo Dutra, Tocantins, Piraúba e Rio Pomba.

Com a pavimentação, a indústria moveleira e o agronegócio do entorno ganham maior produtividade e capacidade de escoamento.

Ainda no Provias, o DER-MG iniciou, em abril, a recuperação funcional em mais dois trechos de rodovias na região. Na AMG-0520, entre Aracitaba e Oliveira Fortes e na MG-452, entre Paiva e Oliveira Fortes.

Com recursos na ordem de mais de R$ 20 milhões, as obras promovem melhorias para cerca de 5 mil pessoas dos municípios de Aracitaba, Oliveira Fortes e Paiva, e outras 200 mil de forma indireta, considerando a área de influência da rodovia.

Além disso, o trecho da MG-452 faz a conexão entre as BRs 040 (Barbacena) e 116 (Leopoldina), encurtando caminhos e dando mais mobilidade para a região.

As equipes do DER-MG começaram a execução dos serviços de recuperação funcional pela MG-452. Posteriormente, uma nova frente de trabalho será aberta na AMG-0520.

Pelo Provias, foi concluído o contorno de Cataguases, principal via de acesso ao novo terminal rodoviário do município e uma importante conexão com a rodovia MGC-120, trazendo melhores condições de trafegabilidade, segurança para veículos e pedestres, além desafogar o trânsito dentro da cidade.

Estão em execução muitas outras obras, contempladas por outros programas, entre as quais a recuperação de aterro no km 100 da MG-447, entre Cataguases e o entroncamento da MGC-120.

Também estão em execução a recuperação e a reconstrução de duas pontes: uma na MG-133 e outra na MGC-265, entre Rio Pomba/Tabuleiro e Mercês/Rio Pomba, respectivamente.

Foi concluída, recentemente, a recuperação de aterros com a implantação de bueiros celulares e metálicos nas rodovias MGC-356, MGC-265, MG-133 e MG-280.

Há muitas obras para começar na região, seja na manutenção e conservação da malha pavimentada, quanto da não pavimentada, além de novos trechos do Provias, como a recuperação funcional da AMG-0555, entre Presidente Bernardes e Entroncamento com a MGC-482 (Piranga); a LMG-860, entre Guarani e Descoberto, MG-447, entre Miraí a Guiricema; MG-448 do entroncamento da BR-040 ao entroncamento da MGC-265; MGC-265 de Rio Pomba à MG-448/452 e MG-285 entre o trevo da MGC-265 a Dona Euzébia.

Outras obras também devem começar na  MGC-265, encabeçamento de ponte sobre o Rio São Domingos; construção de gabião no km-653, da MGC-120 e recuperação da ponte na MG-448, entre Santa Barbara do Tugúrio ao entroncamento da BR-040. 

Ponte Nova

Na área de influência do município de Ponte Nova, por meio do Provias, o Governo de Minas já concluiu a recuperação da MGC-482, entre Viçosa e Porto Firme, trecho de 29 quilômetros, com investimento da R$ 6,2 milhões.

As melhorias colocaram um ponto final nos transtornos causados pelo pavimento deteriorado. A MGC-482 é fundamental para o escoamento de minério de ferro oriundo do município de Teixeiras e faz a ligação entre Viçosa e Porto Firme e a BR-116, importante corredor viário que integra regiões do país.

Além da MGC-482, o DER-MG concluiu as obras de recuperação do pavimento em mais duas rodovias. Desta vez, as melhorias foram executadas na MGC-120, trecho entre Ponte Nova e Dom Silvério, e na AMG-1760, no segmento entre o entroncamento da MGC-120 e o município de Sem-Peixe.

No total, 49,8 quilômetros foram revitalizados a um custo de R$ 19 milhões, conforme previsto no pacote de obras do Provias. A rodovia MGC-120, que liga Ponte Nova a Dom Silvério, tem grande importância devido ao acesso às cidades de Rio Doce, Santa Cruz do Escalvado, Sem-Peixe, Dom Silvério e as comunidades rurais pertencentes a esses municípios, além de ser uma das alternativas para acessar a rodovia federal BR-262 na altura da cidade de João Monlevade.

Já o trecho da AMG-1760 é o único acesso asfaltado à cidade de Sem Peixe, que liga o município à rodovia MGC-120.

As ações na região não se restringem a somente às obras do Provias. A unidade regional do DER-MG em Ponte Nova já iniciou a construção da ponte sobre o Rio Matipó e implantação da intercessão na rodovia LMG-840, trecho entroncamento com a BR-262 (Padre Fialho – Pedra Bonita).  O investimento é de quase R$ 5 milhões.

 

 

]]>
Notícias Mon, 24 Jun 2024 11:07:00 -0300
Seinfra participa de debate público sobre a renovação de concessões ferroviárias http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3485-seinfra-participa-de-debate-publico-sobre-a-renovacao-de-concessoes-ferroviarias http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3485-seinfra-participa-de-debate-publico-sobre-a-renovacao-de-concessoes-ferroviarias
Foto_Elizabete_Guimaraes.jpg
Os investimentos a serem feitos com os recursos de renovações antecipadas das concessões ferroviárias foram debatidos, nesta terça-feira (17/6/24), em reunião realizada na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e contou com a participação Secretaria de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias (Seinfra).
 
O tema tem gerado inúmeras discussões, principalmente porque as concessões renovadas pelo Governo Federal têm grandes trechos em solo mineiro, mas as partes mais vultosas dos recursos foram direcionadas a outros estados, como São Paulo e Rio de Janeiro.
 
Durante o encontro, o secretário de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias, Pedro Bruno, destacou a importância da junção de recursos e projetos, para viabilizar avanços no setor ferroviário. Ele também citou que Minas Gerais trabalha no desenvolvimento do Plano Estadual de Logística e Transporte (PELT-MG), trabalho técnico voltado a aumentar a eficiência da matriz de transporte do estado, ao apontar a carteira prioritária de projetos.
 
"É fundamental que a gente crie a conta Ferrovias Minas Gerais e que as outorgas, indenizações e multas de todas as concessões ferroviárias federais passem a compor essa conta. Porque aí, com os recursos assegurados e o PELT, trazendo a carteira de projetos, conseguiremos avançar nessa agenda. Parabenizo a Assembleia Legislativa por essa discussão de hoje que vejo como um marco de mobilização dos mineiros em prol das ferrovias”, ressaltou.
 
Malha

 

O Estado de Minas Gerais é atendido por cerca de 5 mil quilômetros, o que corresponde à 16,3% de toda rede nacional de ferrovias. O estado se encontra em uma posição estratégica para o escoamento da produção de grãos e minérios, com ligação aos maiores complexos portuários do país.
 
A malha ferroviária operacional em Minas Gerais está concedida para 3 operadoras: Ferrovia Centro Atlântica – FCA, Estrada de Ferro Vitória Minas – EFMV e MRS Logística.
 
No caso da MRS Logística S.A., a renovação da concessão da malha foi antecipada e o contrato de 30 anos firmado em 2022 com o governo federal.
 
Para a renovação, foram previstas obrigações para a empresa investir em obras de infraestrutura de transporte, ferroviário e rodoviário.
 
Apesar de 50% da malha da MRS estar em Minas Gerais, um levantamento realizado pela ALMG aponta que São Paulo, estado com apenas 25% da malha, é que vai receber a maior parte (81,5%) dos investimentos.
 
PELT

 

O Governo de Minas, por meio da Seinfra e da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), está desenvolvendo o Plano Estadual de Logística e Transportes - PELT-MG. Esse plano possui como objetivo o estudo técnico e de longo prazo da logística e dos transportes nas infraestruturas do Estado, de forma a traçar uma carteira de projetos e investimentos recomendada para maximizar os impactos sociais e econômicas para os mineiros.
O PELT-MG também revisita e atualiza o Plano Estratégico Ferroviário de Minas Gerais (PEF), assim como analisa as novas solicitações de ferrovias privadas que foram alvo de autorização pelo Poder Público Federal, após a Lei das Autorizações Ferroviárias.
 
Para a elaboração do documento, estão sendo realizados encontros técnicos em várias cidades de Minas Gerais, para a coleta e avaliação de propostas. A previsão de conclusão do PELT-MG é no segundo semestre de 2025.

]]>
Notícias Wed, 19 Jun 2024 11:29:02 -0300
Mineirão completa 500 jogos pós-reforma nesta quarta-feira (19/6) http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3486-mineirao-completa-500-jogos-pos-reforma-nesta-quarta-feira-19-6 http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3486-mineirao-completa-500-jogos-pos-reforma-nesta-quarta-feira-19-6

Um dos espaços mais simbólicos do futebol brasileiro, o Mineirão, completa, nesta quarta-feira (19/6), 500 jogos desde sua reforma para a Copa do Mundo de 2014. O período, conhecido como Novo Mineirão, marca a fase moderna do maior estádio de Minas Gerais e o quinto maior do país, que é administrado por uma Parceria Público-Privada (PPP) entre o Governo de Minas Gerais e a Concessionária Minas Arena. O contrato tem vigência de 27 anos.

Desde a celebração da PPP em 2010, o Mineirão passou por uma série de reformas, ampliando e diversificando sua área de utilização para o público, como a esplanada, estacionamentos, espaço para lojas e cobertura do estádio.

Também houve a modernização e revitalização da fachada e estrutura interna, instalação de painéis solares, placares eletrônicos e a reforma das arquibancadas e vestiários.

No período pós-reforma, o estádio recebeu cerca de 12,5 milhões de pessoas, número que supera a população de Portugal. A média de público do Novo Mineirão é de 30 mil torcedores por jogo – descontando as partidas sem público devido à pandemia da covid-19, entre 2020 e 2021. O valor representa quase o dobro do que era registrado antes das intervenções, com 16 mil visitantes por partida. A capacidade atual é de 62 mil pessoas.

Para o secretário de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias (Seinfra), Pedro Bruno, a PPP tem apresentado resultados positivos. “A concessão do Mineirão demonstra uma gestão eficiente de recursos, permitindo a manutenção e a modernização do estádio sem sobrecarregar os cofres públicos”, destaca.

Competições

Após a conclusão das obras, o Cruzeiro entrou em campo em praticamente duas a cada três partidas do Gigante da Pampulha.

Já considerando o duelo desta quarta (19/6), pelo Campeonato Brasileiro, a Raposa soma 320 partidas como mandante, incluindo quatro jogos da equipe feminina e três do time sub-20. O Atlético atuou no Mineirão 142 vezes como mandante desde 2013 e o América, três.

Principal casa da seleção brasileira masculina na era dos novos estádios do país, o Mineirão recebeu o Brasil em sete oportunidades, entre Copa das Confederações, Copa do Mundo, Copa América, Eliminatórias e um amistoso. A seleção feminina jogou uma vez, pelos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

As competições internacionais fizeram com que o Gigante recebesse 19 jogos de seleções de outros países, no masculino e no feminino.

O Mineirão, ao mesmo tempo, não esqueceu suas raízes e abriu as portas para outras seis partidas de equipes do interior de Minas, além da decisão da inédita Supercopa Rei de 2024.

Histórico

O Estádio Governador Magalhães Pinto, conhecido como Mineirão, foi inaugurado em 1965. Faz parte do Conjunto Arquitetônico da Pampulha, projetado por Oscar Niemeyer, tombado como Patrimônio Cultural de Belo Horizonte em 2003, e reconhecido como Patrimônio da Humanidade pela Unesco no ano de 2016.

Com os 500 jogos de sua fase moderna, a casa do futebol mineiro chega a 3.886 partidas realizadas. O número total de gols é de 10.582.

Foto: Renato Cobucci 

]]>
Notícias Wed, 19 Jun 2024 07:46:00 -0300
Obras de drenagem no Morro da Forca, em Ouro Preto, entram na reta final http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3484-obras-de-drenagem-no-morro-da-forca-em-ouro-preto-entram-na-reta-final http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3484-obras-de-drenagem-no-morro-da-forca-em-ouro-preto-entram-na-reta-final


A equipe técnica da Secretaria de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias (Seinfra) esteve, nesta segunda-feira (17/6), em Ouro Preto, para acompanhar as obras de drenagem no Morro da Forca. A intervenção vai dar vazão à água pluvial que se acumula no platô do Morro, proporcionando maior estabilidade ao terreno para execução da próxima etapa, que consiste na contenção da encosta.

“Hoje estamos vendo a obra praticamente concluída, com a parte de funcionalidade implementada e que vai ter um impacto fundamental em reter as águas no período de chuva, para evitar qualquer risco à população de Ouro Preto”, destacou o secretário de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias, Pedro Bruno.

Nesta primeira etapa, estão sendo investidos mais de R$626 mil reais de recursos do Governo de Minas. Com mais de 93% dos trabalhos concluídos, a previsão é de que os serviços sejam finalizados em julho.

Encosta

O projeto de contenção está sendo elaborado pela Prefeitura. Após sua finalização, o Estado licitará e executará a obra. A Seinfra e o município de Ouro Preto estão trabalhando para a obtenção de recursos junto ao Governo Federal, para financiar a fase seguinte das obras.

“Agora vamos para a terceira etapa, que é justamente a contenção desta encosta, por meio de taludes, de patamares e também com drenagem para que o Morro fique estabilizado. Para isso, começam agora as definições do projeto, já em estudos, e o processo de abertura de licitação da obra”, explica o prefeito Ângelo Oswaldo.

Histórico
Em 13 de janeiro de 2022, a encosta do Morro da Forca passou por um grande deslizamento de terra que destruiu o antigo casarão Baeta Neves, imóvel de grande valor histórico datado do séc. XVII.

Um novo princípio de deslizamento, no dia 07 de janeiro de 2023, fez com que a Defesa Civil interditasse a área. Apesar da pequena movimentação de terra e do desprendimento de um bloco rochoso, a encosta não cedeu, mas as ruas no entorno precisaram ser interditadas.

]]>
Notícias Mon, 17 Jun 2024 14:06:16 -0300
Seinfra e EPR apresentam lote de concessão Vias do Café para municípios do Sul de Minas http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3483-seinfra-e-epr-apresentam-lote-de-concessao-vias-do-cafe-para-municipios-do-sul-de-minas http://www.infraestrutura.mg.gov.br/component/gmg/stories/3483-seinfra-e-epr-apresentam-lote-de-concessao-vias-do-cafe-para-municipios-do-sul-de-minas


O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias (Seinfra), se reuniu, na sexta-feira (14/6), com autoridades dos municípios do Sul de Minas para esclarecer dúvidas sobre o projeto de concessão do lote 3 do programa de concessão do Estado de Minas Gerais, Varginha - Furnas.

As reuniões foram realizadas nas cidades de Varginha e Guaxupé e contaram com a presença do secretário de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias, Pedro Bruno, de prefeitos, deputados e vereadores da região, que puderam conversar diretamente com os representantes do estado e da concessionária EPR e conhecer o cronograma de execução dos trabalhos previstos no contrato.

“Este é um espaço de diálogo para poder apresentar o plano de investimentos e, também, uma oportunidade de verificar pessoalmente os benefícios que já estão disponíveis no trecho concessionado”, acrescentou o secretário, Pedro Bruno.

O trecho de concessão Vias do Café abrange as rodovias CMG-491, BR-146, CMG-369, LMG-863, BR-265 e MG-167. São 432,8 quilômetros de extensão, contemplando 22 cidades incluindo São Sebastião do Paraíso, Guaxupé, Muzambinho, Monte Belo, Alfenas, Boa Esperança, Três Pontas, Varginha, Três Corações, entre outras.

A primeira etapa do contrato prevê a retomada das condições de trafegabilidade das vias e realização de melhorias iniciais, proporcionando mais fluidez e segurança aos usuários.

O presidente do Grupo EPR, José Carlos Cassaniga reforçou que desde o início da administração do contrato, já foram investidos mais de R$ 308,2 milhões em melhorias ao longo dos 432,8 km de extensão das seis rodovias sob concessão da EPR Vias do Café. Somente em recuperação de pavimento, foram executados 582 km de micro revestimento e 157 km de fresagem e recomposição.

Nos dois primeiros anos deve ser feita a recuperação, manutenção e conservação das rodovias, a realização de obras de ampliação e melhorias, além de iniciar a prestação de serviços de atendimento aos usuários, como atendimento mecânico e médico pré-hospitalar.

Investimentos
Desde o início da administração do contrato, já foram investidos mais de R$170 milhões em melhorias iniciais ao longo dos 432,8 km de extensão das seis rodovias sob concessão da EPR Vias do Café. Somente em recuperação de pavimento, foram executados 582 km de microrrevestimento e 157 km de fresagem e recomposição.

Ao longo dos 30 anos de administração, estão previstos investimentos em obras de ampliação da capacidade das vias, construção e melhorias dos dispositivos de acesso público, como faixas adicionais, adequações de pontes e viadutos, implantação de rotatórias e retornos, entre outros.

Desconto de Usuário Frequente
Assim como em outros trechos de concessão em Minas Gerais, o lote 3 disponibiliza um mecanismo de descontos para os usuários frequentes (DUF) da rodovia, por meio do qual o condutor paga o valor integral da tarifa somente uma vez por mês. O desconto está disponível para veículos de categoria leve, que possuírem etiqueta eletrônica de passagem em via automática.

O DUF é uma metodologia que possibilita uma redução progressiva no valor da tarifa de pedágio, conforme a regularidade das viagens feitas pelo usuário, e começará a valer no início da operação das praças de pedágio.

Os descontos podem chegar a até 43% no trecho e são contabilizados a partir da segunda passagem pela mesma praça, no mesmo sentido, dentro do mesmo mês. Os valores são distintos em cada uma das praças e estarão válidos a partir do início da operação.

]]>
Notícias Mon, 17 Jun 2024 06:24:58 -0300